Os efeitos do colágeno contra a flacidez da pele

Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Já sendo de conhecimento geral, o colágeno é uma importante proteína produzida naturalmente no corpo humano, e que corresponde a aproximadamente 30% do total de proteínas corporais. Ele é presente nos ossos, tecidos conjuntivos, tendões, cartilagens, músculos e na pele.

Com o avanço da idade, há uma queda natural da produção de colágeno intracorporal, e assim, a pele começa a ter sua elasticidade comprometida, à medida que o tempo passa. Pele seca e outras marcas na derme são um indicativo do envelhecimento da pele.

Por esse motivo, vários estudos sobre a utilização de colágeno hidrolisado via oral passaram a ser feitos, a fim de descobrir métodos eficientes que retardem essa eventual flacidez da pele. Com essa suplementação, foi observado que os peptídeos de colágeno fortalecem as barreiras defensivas da pele, induzindo a síntese de colágeno e ácido hialurônico e também gerando um crescimento e movimentação dos fibroblastos.

Em um estudo feito por Asserin (et al.), em 2015, mostrou que o uso oral de colágeno hidrolisado aumentou significativamente a hidratação da pele, aumentou a densidade do colágeno já presente na derme e diminuiu a fragmentação da rede de colágeno do corpo.

Assim, foi-se comprovado que o uso do colágeno hidrolisado através da suplementação oral traz muitos benefícios para a rigidez e a elasticidade da pele, além de todos os outros pontos positivos que já possui. Uma necessária proteína que deve estar sempre presente em nossa alimentação, a fim de repor as carências de nosso organismo e melhorá-las.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nossas redes sociais

Mais lidos